domingo, 13 de fevereiro de 2011

A Indiferença política



               O desinteresse da maioria dos indivíduos pelos assuntos públicos é um dos grandes problemas políticos nas sociedades modernas. Os individuos são levados ao isolamento pelo predomínio de valores individualistas e de interesses estritamente particulares, assim como pela submissão ás leis do mercado e do consumo. Nesse contexto, perde-se o sentido do que é comunitário e não se percebe a importância da participação na vida coletiva. o bem público deixa de ser entendido como o bem produzido por todos para toda a sociedade; é visto como um bem que nao pertence a ninguém e, por isso, pode ser depredado ou apropriado por qualquer um.  As formas de delegação do poder e disseminação de um comportamento social fortemente influenciado pelos meio de comunicação de massa contribuem para que a indiferença política se instale. Além dos que não participam por desconhecer seu papel no proscesso politico, ha os indiferentes, aqueles que compreendem a situação, mas não tomam partido e encaram a vida política com ceticismo.

*ceticismo: concepção segundo a qual o conhecimento do real é impossível á razão humana.


                Em ambos os casos, a indiferença e a consequente passividade desempenham um papel desagregador na política. Os individuos cuidam de suas atividades pessoais e deixam as decisões políticas nas mãos de pequenos grupos que, movidos por ambições e paixões particulares, traçam os destinos de um povo. Da diferença dos indivíduos podem nascer a política autoritária, a corrupção e todas as formas de desmando. A falta de transparência na política e a ausência de controle e mecanismos de cobrança por parte dos cidadãos em relação a atuação dos políticos ocorrerem, em grande medida, porque muitos se omitem, tornam-se apáticos, renunciam a possibilidade de criar alternativas de intervir na política, desconhecem seus direitos e não se empenham por realizar uma democracia autêntica.  Quando os males acontecem, os indiferentes eximem-se da responsabilidade, porque não participam ativamente na construção dos fatos. Esquecem-se de que a ausência e a omissão também são formas de participação. De qualquer modo, todos estão implicados.


Texto do livro: Para Filosofar - Vários autores.



Comentário:

Esse texto fala sobre um sério problema de nossa sociedade, o desenteresse público dos cidadãos pela política e pelos assuntos públicos.
Apesar de toda população estar ciente dos sérios direito e deveres de cobrarem, e cobrarem mais em relação aos assuntos publicos, mesmo assim, eles não se importam em cobrar dos direitos políticos em desempenhar seus papeis.
Além de todos saberem desse problema, mesmo assim não tomam atitude em desempenhar seu verdadeiro papel de cidadão

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário